Lewis Hamilton já foi feliz no México mas não guarda boas recordações do Autódromo Hermanos Rodríguez. O líder do Mundial de Fórmula 1 está muito perto de ser campeão e tornar-se no segundo piloto mais titulado da história da F1. Se vencer o seu sexto título, o britânico irá ficar a um de igualar o alemão Michael Schumacher.

"Geralmente o México é um calcanhar de Aquiles – provavelmente a pior corrida do ano, em virtude da forma como o nosso carro é preparado - vai ser difícil para nós. As últimas corridas foram muito surpreendentes, ainda que tenhamos lá vencido o título, não antecipo que o título seja decidido no México", disse o britânico ao 'Motorsport.com', após o GP do Japão.

Depois de ter sido apenas terceiro em Suzuka, o atual líder do Mundial de Pilotos espera um "fim-de-semana melhor" na cidade do México mas sabe que será "muito muito difícil bater os Ferrari com aquelas longas retas" do traçado Hermanos Rodríguez. "Não temos esperança de ultrapassar naquelas retas, isso é certo. Os McLaren estão a conseguir velocidades sérias nas retas, assim como os Red Bull por isso vai ser difícil", completou.

A festa do sexto título poderá ser adiado para as restantes três provas do calendário.

"Não antecipo que será no México. Acho que ainda vamos lutar durante algumas boas corridas", completou.

Se Hamilton conseguir 14 pontos mais que Valtteri Bottas, o seu companheiro de equipa na Mercedes, irá revalidar o título de campeão da Fórmula 1 e ficar a apenas um título de igualar o recorde de Michael Schumacher.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.