A Ferrari confirmou esta quinta-feira, através de um comunicado que Carlos Sainz vai ser o substituto de Sebastian Vettel, que vai deixar a equipa italiana no final da temporada.

No comunicado pode ler-se que "Carlos Sainz vai conduzir pela equipa nas temporadas 2021 e 2022 do Campeonato Mundial de Fórmula 1". Até aqui, o piloto espanhol de 25 anos representava a McLaren.

"Estou muito feliz por conduzir pela Scuderia da Ferrari em 2021 e muito entusiasmado pelo meu futuro na equipa. Ainda tenho um ano importante pela frente com a McLaren e estou ansioso para voltar a competir com eles esta temporada", admitiu Carlos Sainz.

O piloto espanhol chegou à Fórmula 1 em 2015, pela equipa Toro Rosso, onde permaneceu até meados da temporada de 2017, quando assinou com a Renault. No final de 2018, ingressou na McLaren, onde permanecerá até o final deste ano.

Sainz Jr. disputou um total de 102 grandes prémios de F1 e o terceiro lugar alcançado no Brasil, na temporada de 2019, é o melhor resultado até ao momento.

Depois de Alfonso Cabeza de Vaca (Marquês de Portago) e Fernando Alonso, Carlos Sainz Jr. é terceiro espanhol a ser piloto oficial da Ferrari. Marc Gené e Pedro de la Rosa também representaram a escuderia italiana, mas como pilotos de testes.

O substituto na McLaren do espanhol Carlos Sainz Jr. será o australiano de Daniel Ricciardo - que se encontra presentemente na Renault -, com um contrato “por vários anos”, confirmou a escuderia britânica.

Daniel Ricciardo, de 30 anos, será colega de equipa do britânico Lando Norris, de 20, que se estreou na Fórmula 1 em 2019, no Grande Prémio da Austrália, depois de ter sido campeão da F3 em 2017 e vice-campeão da F2 em 2018, e que está na terceira temporada na McLaren.

"Assinar com o Daniel é mais um passo à frente no nosso plano a longo prazo e vai trazer uma nova e entusiasmante dimensão à equipa, ao lado do Lando", referiu o CEO da McLaren, Zak Brown.

*Artigo atualizado às 11h30

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.