O Rali Dakar irá decorrer no Peru de 06 a 17 de janeiro de 2019, confirmou hoje a Amaury Sport Organisation (ASO), que organiza a prova de todo-o-terreno, depois da ameaça de cancelamento por parte das autoridades peruanas.

“Vamos para Lima. O Dakar foi hoje declarado pelo Governo peruano como um evento de interesse nacional. Até 06 de janeiro”, escreveu a ASO, na sua página no ‘facebook’.

No dia 20 de junho passado, o Governo peruano admitiu enfrentar problemas financeiros e não excluía a possibilidade de anular o Dakar2019, o qual, pela primeira vez, decorrerá integralmente em um único país.

“Dispomos de um orçamento apertado”, admitiu o primeiro-ministro peruano Cesar Villanueva, aludindo, em particular, a imprevistos, como a alocação de fundos por parte do governo para resolver problemas específicos, como a assistência às populações andinas, afetadas por uma intensa vaga de frio.

Não obstante, o governante reconheceu que o Dakar constitui um evento da maior importância para o país, até porque "irá concentrar as atenções sobre o Peru".

Tanto o Chile como a Argentina desistiram de acolher algumas etapas do Dakar2019 devido a medidas de austeridade e as autoridades bolivianas não lograram um acordo sobre o percurso da prova com a ASO.

A competição, criada em 1978, foi forçada a deixar África por razões de segurança, o que levou ao cancelamento da edição de 2008, que começava em Lisboa, mas a ASO pondera um eventual regresso a território africano num futuro próximo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.