O piloto francês Thomas Chareyre (TM) conquistou hoje o título mundial de Supermoto ao vencer a Taça do Mundo, prova disputada pela primeira vez no circuito internacional de Montalegre.

O piloto gaulês venceu as duas corridas disputadas este domingo, acumulando as duas vitórias com o segundo lugar conquistado sábado, na primeira prova do fim de semana.

O alemão Markus Class (Husqvarna), vencedor no sábado, ficou hoje em segundo lugar nas duas provas disputadas.

"É uma sensação incrível ser campeão do mundo depois de todo o trabalho que fizemos. Os pilotos não conheciam a pista de Montalegre, mas este circuito mostrou ter todas as condições para estar ao mais alto nível no Supermoto. Obrigado a todos pelo trabalho e pelo apoio", comentou o piloto francês.

Cristiano Fernandes (Yamaha), o melhor português de sempre nesta modalidade praticada com motas de todo o terreno, mas com pneus de estrada em pistas que misturam asfalto com secções em terra e saltos de motocrosse, com um 17.º lugar no sábado e um 13.º hoje, foi o melhor dos sete pilotos nacionais presentes, desistindo na outra corrida.

Ao todo, a Taça do Mundo de Supermoto, prova que encerra a temporada da modalidade, juntou 25 pilotos de 10 nacionalidades.

A organização esteve a cargo da Câmara Municipal de Montalegre, com o apoio da Federação de Motociclismo de Portugal e do Clube Automóvel de Vila Real.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.