O italiano Alessandro Zanardi, antigo piloto de Fórmula 1, continua em estado grave, depois de ter sido submetido, na sexta-feira, a uma neurocirurgia devido a um acidente durante uma prova que reuniu atletas paralímpicos, em Siena, Itália.

Zanardi, 53 anos, esteve hoje envolvido num acidente em Siena, numa prova que reuniu atletas paralímpicos em bicicletas de mão, bicicletas ou cadeiras de rodas olímpicas, quando terá perdido o controlo da sua bicicleta e embatido contra um veículo pesado.

Bicampeão de Fórmula Indy e vencedor de quatro medalhas de ouro paralímpicas, Zanardi superou a neurocirurgia a que foi submetido, mas continua em condições "gravíssimas", de acordo com o comunicado oficial emitido pelo Hospital Santa Maria alle Scotte.

"A direção clínica informa que a intervenção a que foi submetido o atleta, devido ao grave traumatismo na cabeça, começou às 19:00 locais (18:00 em Lisboa) e terminou às 22:00 (21:00). O paciente foi de seguida internado nos cuidados intensivos. O seu estado de saúde é muito grave", pode ler-se na nota.

Nascido em Bolonha, em 1966, Zanatrdi começou a sua carreira como piloto de karts e competiu na Fórmula 1 entre 1991 e 1994 e em 1999, integrando equipas como a Jordan, Lotus, Minardi e Williams.

Sofreu a amputação das duas pernas em consequência do grace acidente sofrido em 2001 no circuito alemão de Lausitzring, numa para o campeonato norte-americano de Fórmula Indy.

Depois deste acidente, 'Alex', como é conhecido em Itália, não abandonou o desporto e iniciou uma carreira vitoriosa como paraciclista, que o levou a conquistar quatro medalhas de ouro paralímpicas e 12 títulos mundiais.

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, o ministro do Desporto, Vincenzo Spadafora, o piloto de Fórmula 1 Antonio Giovinazzi ou a nadadora Federica Pellegrini enviaram, através das suas redes sociais, mensagens de apoio a Zanardi.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.