A disputa pelo título de campeão do mundo de surf continua acesa, depois de ter terminado o segundo dia de competição em Peniche, com os principais perseguidores do líder Gabriel Medina a avançarem na prova.

No dia em que os três portugueses em competição, Frederico 'Kikas' Morais, Vasco Ribeiro e Miguel Blanco, disseram adeus às ondas da Praia dos Supertubos, o bicampeão Medina (2014 e 2018), e atual 'número um' do 'ranking' da Liga Mundial de Surf (WSL, na sigla inglesa), defendeu a sua posição e qualificou-se para os oitavos de final do Meo Rip Curl Pro Portugal, nos quais vai defrontar o também 'canarinho' Caio Ibelli.

Mas os cinco atletas que o perseguem, nomeadamente Filipe Toledo (Brasil), Jordy Smith (África do Sul), Ítalo Ferreira (Brasil), Kolohe Andino (Estados Unidos) e Kanoa Igarashi (Japão), não facilitaram e também se apuraram para a próxima fase da etapa portuguesa do circuito mundial.

Toledo enfrenta o australiano Wade Carmichael, Jordy mede forças com o norte-americano Griffin Colapinto, Ítalo encara o norte-americano Conner Coffin, Andino defronta o brasileiro Michael Rodrigues e Kanoa bate-se com o norte-americano Kelly Slater, 11 vezes campeão do mundo e um dos destaques de hoje em Peniche.

Certo, é que Medina é o único que se pode sagrar já em Portugal campeão do mundo, mas, para que tal aconteça, têm que se verificar uma série de pressupostos.

Desde logo, Medina tem que ir à final do campeonato dos Supertubos para ser já coroado campeão. Se vencer a etapa, Filipe Toledo precisa de fazer um quinto lugar ou melhor, e o também 'canarinho' Ítalo Ferreia tem de alcançar o segundo posto para levar a decisão para a última etapa do ano, no Havai.

Caso Medina fique na segunda posição, Toledo precisa de um nono lugar ou melhor, Ítalo tem de ficar no mínimo em quinto e o sul-africano Jordy Smith e o norte-americano Kolohe Andino necessitam de obter pelo menos o terceiro lugar na prova para adiar a entrega da taça de campeão mundial.

Certo é que, caso Gabriel Medina fique pelas meias-finais, obtendo assim um terceiro lugar, a decisão do título mundial vai mesmo para o Havai.

Hoje, além das rondas de eliminação nos quadros masculino e feminino, decorreu a terceira ronda dos homens, enquanto as surfistas, depois da repescagem, já não entraram mais na água.

A próxima chamada do Meo Rip Curl Pro Portugal está marcada para as 07:30 de sábado, com o possível começo da ação agendado para as 08:05.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.