A seleção portuguesa feminina de ténis de mesa entrou "nervosa" na fase de repescagem do torneio de qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, mas ganhou confiança ao bater hoje os Países Baixos, por 3-2.

"A melhor jogadora delas não jogou [Jie Li, 55.ª da hierarquia mundial], mas mesmo assim foi difícil. Ontem [sexta-feira] e hoje de manhã estivemos meias murchas e algo nervosas, mas agora estamos melhor. Ganhámos e isso foi o mais importante", admitiu Fu Yu.

A atleta portuguesa mais bem cotada (41.ª), já apurada individualmente para os Jogos, decidiu a contenda na ‘negra', despachando Kim Vermaas (11-2, 11-8 e 11-9), após ter batido Britt Eerland no primeiro embate de singulares (12-11, 11-9, 11-8 e 11-4), antes de Jieni Shao derrotar Britt Eerland no terceiro encontro (14-11, 11-8, 11-9 e 11-4).

Portugal chegou à fase de repescagem após ter sido eliminado pela Hungria na ronda principal (3-1), num encontro que reeditou a meia-final do Europeu 2019, embora com um desfecho diferente, que acabou por amenizar os índices anímicos da ‘equipa das quinas'.

"O momento nunca foi fácil e as jogadoras foram um bocado abaixo desde esse jogo. Falámos entre nós, vimos que não podíamos perder a vontade e tínhamos de tentar tudo", recordou a selecionadora Xie Juan, cujas pupilas se apoiaram no "apoio importante" do público para alcançar as meias-finais do torneio que decorre no Pavilhão Multiusos de Gondomar.

Com cerca de seis horas de recuperação, as portuguesas terão um "jogo difícil" perante a França, 18.ª pré-designada, que venceu a Índia (3-2), às 19:00 de hoje, na discussão pelo acesso à final do torneio de repescagem, cujo vencedor se apura para Tóquio2020.

"Podemos ganhar a qualquer equipa, mas também podemos perder se jogarmos bem. Temos de nos preparar bem psicologicamente e lutar por todos os pontos. Às jogadoras digo que, mesmo que só exista uma réstia de possibilidades, há sempre milagres. Nenhuma equipa está a pensar na final", referiu Xie Juan.

O torneio de qualificação olímpica por equipas de ténis de mesa apura nove seleções em cada género para os Jogos Olímpicos 2020, atribuindo ainda uma quota de dois atletas para o evento de singulares, decorrendo até domingo em Gondomar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.