Daniil Medvedev foi buscar forças onde elas pareciam não existir para resistir a dar luta a Rafael Nadal, na final do US Open. De nada lhe serviu, já que o tenista espanhol levou a melhor mas teve de suar para bater o russo de 23 anos em cinco 'sets', pelos parciais de 7-5, 6-3, 5-7, 4-6 e 6-4, em quatro horas e 51 minutos.

Depois da final, questionado sobre como conseguiu dar a volta e lutar até ao fim, o jovem russo confessou que, ao terceiro 'set', já estava a pensar no discurso da derrota.

"Para ser honesto, na minha mente já pensava no que ia dizer ser o meu discurso, vai ser rápido, em 20 minutos. Perdia em três sets na minha primeira final, a tentar dar luta, mas sem conseguir. Mas tinha de lutar por cada bola e ver como é que ia ser. Durou muito tempo, mas infelizmente não correu da melhor forma para mim", respondeu Medvedev, sempre sorridente.

O russo comentou ainda o vídeo da organização, que mostrou imagens dos 19 títulos do Grand Slam conquistados pelo espanhol de 33 anos.

"Quando estava a ver o vídeo de tributo para o Rafa e estavam a mostrar o número um, número dois... número 19 eu pensei: 'se fosse eu o que é que mostravam'?", questionou, em tom de brincadeira, antes de passar aos elogios a Rafael Nadal.

"Quero dar os parabéns ao Rafa. Vencer 19 títulos do Grand Slam é inacreditável. A forma como tu jogas é uma piada, é muito difícil defrontar-te. O que fazes pelo ténis em geral... há 100 milhões de miúdos a ver-te jogar e a quererem jogar ténis. É incrível para o nosso desporto", atirou.

Depois de ter desistido há um ano na meia-final frente ao argentino Juan Martin del Potro, com uma lesão no joelho direito, Rafael Nadal voltou a Nova Iorque para repetir os triunfos de 2010, 2013 e 2017 e aproximar-se do recorde do suíço Roger Federer, que soma 20 títulos do Grand Slam. O maiorquino aproximou-se do sérvio Novak Djokovic na hierarquia mundial e reacendeu a luta pelo número um mundial.

O triunfo valeu a Nadal um cheque de 3,5 milhões de euros. Já o russo Daniil Medvedev teve direito a 1,7 milhões.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.