O árbitro português de ténis, Carlos Ramos, foi questionado sobre o incidente com Serena Williams na final do US Open à margem da eliminatória entre Croácia e Estados Unidos, da Taça Davis, e garantiu que está totalmente focado na competição de seleções neste momento.

"Estou apenas focado nesta eliminatória e em trabalhar de novo. É apenas isso que posso dizer", afirmou Carlos Ramos em declarações à Associated Press.

Já em relação à conversa que teve com Katrina Adams, a presidente da USTA, o árbitro português escusou-se a mais comentários: "Não posso falar sobre isso".

Carlos Ramos arbitrou o jogo entre Marin Cilic e Frances Tiafoe e no final ambos jogadores mostraram-se agradados com a 'performance' do árbitro português.

"[Carlos Ramos] Esteve fantástico. Houve até algumas chamadas que foi confirmar. Tudo correu bastante bem. A atmosfera também foi muito boa. Apreciei cada momento do jogo", afirmou Marin Cilic, vencedor da eliminatória.

"Nem sabia que era o [Carlos] Ramos que estava a arbitrar. Nem prestei atenção a isso... Estava mais preocupado com a pessoa que estava do outro lado da rede do que com o árbitro", disse Frances Tiafoe.

Já o capitão da seleção dos Estados Unidos, Jim Courier, elogiou o trabalho feito pelos árbitros: "Foram excelentes ao longo de todo o dia".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.