O sérvio Novak Djokovic, líder do ‘ranking’ mundial do ténis, manifestou-se hoje muito satisfeito com o regresso das competições profissionais, previsto para 14 de agosto, após uma paragem de quase quatro meses devido à pandemia de covid-19.

“É uma notícia fantástica, acredito que falo em nome de todos os tenistas e adeptos. Esperámos esta notícia durante meses e rezámos para que a competição voltasse o mais rápido possível”, afirmou Djokovic, numa entrevista ao canal Eurosport.

O sérvio admitiu que existia algum ceticismo, sobretudo em relação ao US, Open que, de acordo com o calendário divulgado na quarta-feira para Associação de Tenista Profissionais (ATP), deverá decorrer entre 31 de agosto a 13 de setembro.

“Acho que estávamos todos céticos, especialmente em relação ao US Open, tendo em conta os números da pandemia, em relação à Europa, que parece ter lidado primeiro com o problema”, referiu, garantindo: “Todos estão satisfeitos com a notícia”.

Djokovic assegurou que os tenistas sentem “saudades de competir e de andar de torneio em torneio”, manifestando o desejo de que todos os tenistas possam entrar em competição, tendo em conta as apertadas regras de segurança em relação a viagens.

“Temos cerca de dois meses até ao primeiro torneio, que será em Washington, seguindo-se Cincinnati e o US Open [ambos a serem disputados em Nova Iorque]. Espero que cada jogador, escolhido por ‘ranking’, tenha oportunidade de viajar e de competir em igualdade de circunstâncias”, disse.

O circuito ATP terá a sua retoma em Washington, ainda antes dos ‘majors’ US Open (31 de agosto a 13 de setembro) e Roland Garros (21 de setembro a 11 de outubro), com Wimbledon – que completa o ‘Grand slam’ – a ter sido cancelado ainda em abril.

Em masculinos, o circuito anunciou também o torneio de Cincinnati (a ser jogado em Flushing Meadows, mesmo palco do US Open) a partir de 22 de agosto, e os torneios de Kitzbühel (08 setembro), Madrid (13 de setembro) e Roma (20 de setembro).

O circuito feminino (WTA) começará em 03 de agosto, com a competição em Palermo, Itália.

Em femininos, a retoma acontece em 03 de agosto em Palermo, com o circuito feminino a calendarizar torneios até final do ano, entre os quais o Masters de final de época, programado para 09 de novembro em Shenzhen, na China.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.