A Espanha qualificou-se ‘in-extremis’ para as meias-finais da ATP Cup em ténis ao bater a Bélgica por 2-1, num embate que só ficou resolvido no ‘match tie break’ do encontro de pares, em Sydney, na Austrália.

O número um mundial Rafael Nadal e Pablo Carreño Busta tiveram de ‘suar’ para bater Joran Vliegen e Sander Gille, o que conseguiram após duas horas, com os parciais de 7-6 (9-7), 5-7 e 10-7.

Antes, Roberto Bautista-Agust bateu Kimmer Coppejans por 6-1 e 6-4, mas Nadal não conseguiu apurar a Espanha no segundo jogo de singulares, ao perder com David Goffin por 6-4 e 7-6 (7-3).

A Espanha, que em novembro de 2019 venceu a Taça Davis, vai defrontar agora a anfitriã Austrália, de Nick Kyrgios, por um lugar na final de sábado, enquanto a outra meia-final opõe a Rússia à Sérvia.

Os sérvios eliminaram os canadianos por 3-0, com Novak Djokovic, que perdeu um ‘set’ pela primeira vez na prova, a bater Denis Shapovalov no último jogo, por 4-6, 6-1 e 7-6 (7-4), enquanto os russos afastaram a Argentina.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.