Roger Federer está bem com ele mesmo aos 38 anos de idade e não se mostra preocupado com a concorrência no que ao número de Grand Slams diz respeito.

Em entrevista ao 'El Comércio' do México, o suíço fez um pequeno balanço da carreira e veio colocar águia na fervura sobre os supostos rumores de uma retirada.

Federer diz mesmo que não se importaria que Nadal e Djokovic superassem os seus 20 títulos do Grand Slam.

"Estaria bem se Nadal ou Djokovic quebrassem o meu recorde de títulos no Grand Slam. Fiquei muito feliz quando quebrei o recorde, mas o meu momento especial foi quebrar o recorde, mas não mantê-lo. Seria interessante ver se eles conseguem chegar a essa marca. Os dois são incríveis", elogiou.

Sobre uma possível retirada, o suíço voltou a reforçou que não pensa em terminar tão cedo.

"Respondo a essa pergunta há 20 anos. Ainda não vou parar. Estou feliz por jogar com 38 anos. Muitas pessoas me fazem pergunta, mas eu não eu mesmo sei a resposta", atirou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.