O presidente da Federação Portuguesa de Ténis (FPT), Vasco Costa, considerou hoje a nova data para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, reagendados para 23 de julho a 08 de agosto de 2021, “a mais lógica e sensata”.

“Era o que se previa e o mais expectável, até por uma questão de calendarização dos vários desportos. Não é uma surpresa, era o que se esperava”, sublinha Vasco Costa sobre o adiamento do evento, na sequência da pandemia provocada pela covid-19.

A nova data para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, que estavam previstos decorrer entre 24 de julho e 09 de agosto de 2020, foi comunicada hoje pelo presidente da comissão organizadora dos Jogos, Yoshiro Mori.

“É a altura mais fácil para se conseguir conciliar com as provas de todos os desportos. É a data mais lógica e sensata para não prejudicar nenhuma modalidade”, justificou o dirigente.

Em meados de março, após a suspensão do ATP Tour e do congelamento do ‘ranking’, João Sousa, que figura no 66.º lugar da hierarquia mundial e esteve presente no Rio de Janeiro em 2016, era o único tenista português apurado para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, caso estes decorressem ainda este ano.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 727 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 35 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 142.300 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, registaram-se 140 mortes e 6.408 casos de infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.