Continuam a aumentar os casos de COVID-19 em pessoas ligadas ao Adria Tour, torneio organizado por Novak Djokovic nos Balcãs. Agora foi a vez de Goran Ivanisevic, treinador do sérvio.

Numa publicação nas redes sociais, Ivanisevic, responsável pela etapa de Zadar do agora infame torneio, explica que nos últimos 10 dias testou duas vezes negativo à COVID-19, mas que o mais recente teste chegou positivo.

"Infelizmente, depois de dois testes negativos nos últimos 10 dias, soube agora que testei positivo à covid-19. Sinto-me bem e não tenho quaisquer sintomas", disse ainda o croata, que tem estado em isolamento.

O antigo tenista, diretor da etapa de Zadar, na Croácia, do Tour Adria, promovido por Djokovic, foi quem anunciou o cancelamento do torneio no último fim de semana, depois de Grigor Dimitrov (19.º) ser o primeiro caso de infeção.

Depois disso foram surgindo mais casos positivos, nomeadamente de Borna Coric (33.º), Viktor Troicki (184.º) e do próprio Djokovic, número um mundial e organizador do evento.

O preparador físico de Djokovic, Marko Paniki, e Kristijan Groh, treinador de Dimitrov, também tiveram resultados positivos, bem como a mulher do líder do ‘ranking’ mundial, Jelena, assim como a de Troicki, que está grávida.

Um cenário que fez ‘disparar’ as críticas a Djokovic, numa organização com festas e sem qualquer distanciamento social, e o sérvio cancelou as etapas seguintes, previstas para Sarajevo (27 e 28 de junho) e Banja Luka (04 e 05 de julho).

A pandemia de covid-19 já provocou quase 487 mil mortos e infetou mais de 9,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.