A Cape2Rio, a maior regata oceânica do Atlântico Sul, tem início dia 11 de Janeiro, na cidade de Cape Town (África do Sul), com destino ao Rio de Janeiro (Brasil).

O barco Mussulo 40 do Team Angola Cables representará o país na categoria de double Handed Class numa das maiores provas de vela do mundo.

“A expectativa é de que façamos esta travessia em 16 dias, os barcos maiores conseguem chegar em 12 dias, que é de 16 dias e 22 horas”, disse José Guilherme Caldas, comandante da embarcação.

Segundo afirmou, o objectivo é bater este recorde. Recordou que o Mussulo 40 obteve o 4º lugar da classe IRC em Double Handed Classe da Cape2Rio 2017, com 16 dias.

Na sua óptica, em 2017 tiveram uma estratégia muito boa de regata e espera que desta vez consigam melhorar, por entender melhor o vento principal e aproveitar essa vantagem.

"É uma regata muito especial. Nos primeiros três dias na saída de Cape Town o vento é muito violento. Em 2014, no segundo dia, pegamos ventos de 120 quilómetros/hora, afundou um barco e morreu uma pessoa, mas safamo-nos bem, sem nenhum problem", sublinhou.

Indicou que "para remar muito contra as dificuldades, conta com ajuda de uma equipa. Temos uma tripulação composta por um skipper, que dirige, um navegador e mais uma pessoa que cuida da regulação das velas".

Concluiu que Para estarem em forma, a equipa treinou o ano inteiro de 2019. No Caribe participou numa regata em Março. No Brasil treinam quinzenalmente, em barcos menores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.