Este domingo chegou ao fim a segunda edição da Regata de Portugal, que nos últimos quatro dias transformou o Tejo num grande espetáculo não só no rio, mas também em terra. A equipa francesa da Lusitânia Seguros foi a vencedora desta edição, enquanto a equipa do SAPO ficou em 6º lugar.

Em declarações ao SAPO Desporto, a 'skiper' da equipa SAPO, Odile Van Aanholt, mostrou-se satisfeito com o resultado e com a equipa que a acompanhou, formada ainda pela também holandesa Annemieke Bes e pelo francês Cédric Pouligny.

"Foi muito bom. Foi uma experiência nova e gostei de muito de estar aqui, Lisboa é uma cidade muito bonita, estou muito feliz por ter vindo", começa por dizer a jovem velejadora.

"Acho que melhorámos muito ao longo dos dias, conseguimos melhorar imenso os arranques, que era aquilo em que tinhamos mais dificuldades. Ficámos cada dia melhores. O vento esteve sempre imprevisível, o que tornou as provas muito mais desafiantes. Hoje ficámos em segundo lugar numa das provas, estamos muito contentes. No final de contas conseguimos habituar-nos ao barco e velejar ao lado de grandes equipas", admite Odile.

Quanto às dificuldades da prova, a 'skiper' do SAPO explica que "houve muitas correntes, o que tornou difícil prever e tomar decisões durante as regatas. Acho que todos os velejadores tiveram essa mesma dificuldade, além disso o vento também estava muito instável, foi bastante difícil."

Foi a primeira vez que os três velejadores se juntaram, mas Odile garante que correu tudo muito bem. "Trabalhar com esta equipa foi muito divertido. Tinha o Cédric que está muito habituado a velejar e tinha a Annemieke que percebe de vela olímpica e de vela em barcos maiores. E eles tinham-me a mim, uma velejadora jovem, que só conhece vela olimpíca e está habituada a barcos pequenos. Foi uma mistura divertida", refere.

Ao longo dos quatro dias, Odile falou da experiência de ter convidados no barco, nos chamados 'hot seats'. "Tivemos vários convidados a bordo durante as regatas e acho que todos gostaram. É muito entusiasmante e às vezes chegam a ser um bocadinho parte da nossa equipa. Foi muito bom ter essas pessoas a bordo e acredito que tenha sido uma ótima experiência para elas", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.