A chinesa Yan Fangxu, campeã de voleibol nos Jogos Olímpicos Rio2016, foi suspensa por quatro anos por ter acusado positivo num controlo antidoping, anunciou hoje a Agência Chinesa Antidopagem.

Fangxu, de 24 anos, acusou o consumo de EPO, substância proibida pelo código mundial antidopagem, durante um controlo fora de competição realizado em 11 de agosto de 2018.

Yang, que na Rio-2016 tinha apenas 21 anos, marcou três pontos na final olímpica em que a China venceu a Sérvia por 3-1.

Além da medalha de ouro olímpica, a voleibolista - que não poderá ajudar a China a defender o título em Tóquio2020 - também se sagrou vice-campeã mundial em 2014 e campeã nos Jogos Asiáticos em 2015.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.