A direção da Federação Portuguesa de Voleibol (FPV), reunida hoje por videoconferência, deliberou, por unanimidade, manter a suspensão dos campeonatos da 1.ª e 2.ª Divisões até ao dia 31 de agosto, devido ao surto de Covid-19.

Independentemente dos moldes de disputa, a FPV refere que "nenhuma destas competições será retomada até à referida data (caso tal venha a ser possível) e sempre sem prejuízo de deliberação da direção quanto ao fim dos campeonatos e suas respetivas consequências".

A FPV decidiu ainda "manter, por agora, a suspensão do campeonato nacional da 3.ª Divisão (masculinos e femininos) e os campeonatos nacionais dos escalões de formação", bem como, "e sempre salvo alguma indicação em contrário, a calendarização das provas de voleibol de praia".

A direção da FPV "determina ainda, com caráter de excecionalidade, que a época desportiva 2020/2021 apenas terá o seu início após a conclusão de todas as atividades relativas à época 2019/2020".

Estas decisões levaram em conta o planeamento da época, "que face às circunstâncias atuais não será possível cumprir", e "a incerteza que a situação de saúde publica acarreta, que não é compatível com a assunção de responsabilidades entre clubes e alguns atletas".

A FPV teve ainda em conta para tomar estas decisões "o pico estimado para o surto do vírus em Portugal" e "a reorganização logística, estimada e em curso, das competições oficiais de voleibol".

A posição da FPV surge após a Confederação Europeia de Voleibol (CEV) ter decidido hoje adiar, para datas a definir, todas as competições organizadas pela entidade que superintende o voleibol a nível europeu.

Já a Federação Internacional de Voleibol (FIVB), atendendo à escalada da pandemia da Covid-19, decidiu adiar a Liga das Nações para depois da realização dos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

Portugal está envolvido em algumas das competições que foram adiadas, através das seleções de seniores masculinos, nomeadamente na Liga de Ouro Europeia e, por consequência, Challenger Cup de acesso à Liga das Nações de 2021 e na Liga de Prata Europeia (feminina).

Em causa estão ainda as fases de apuramento para os Europeus de sub-20 e sub-18 masculinos e sub-17 femininos.

Estas suspensões de provas europeias afetam ainda a equipa de seniores masculinos do Sporting, relativamente aos jogos das meias-finais da Challenger Cup.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.