Portugal perdeu hoje em Leipzig com a Alemanha, por 3-1, no seu antepenúltimo jogo da Liga das Nações de voleibol, deixando francamente comprometido o objetivo da manutenção.

Perante um adversário direto - Alemanha era 14.ª, Portugal 15.º - os lusos precisavam de ganhar para continuarem na luta pela permanência até ao fim. Ganharam um ‘set’ e disputaram de forma equilibrada os outros, mas no final a ‘balança’ pendeu para a equipa que jogou em casa.

A última ‘poule’ da Liga das Nações em que Portugal participa tem a Alemanha como anfitriã e envolve ainda o Japão e a Polónia, que também jogaram hoje, com vitória dos polacos por 3-1.

Portugal começou a perder por 28-26 e depois ganhou o seu ‘set’, com 25-20. Foi totalmente dominado no parcial seguinte, que cedeu por 25-10, e no quarto e último discutiu bem até ao fim, para perder por 25-23.

Marco Ferreira e Alexandre Ferreira voltaram a ser elementos em destaque no jogo de Portugal, com 13 pontos marcados cada. No lado alemão, o melhor foi Christian Fromm, com 21 pontos.

Para Portugal não 'dizer adeus' à Liga das Nações, precisa de um 'milagre' que passa pela vitória sobre o Japão, no sábado, ou sobre a Polónia, no domingo.

Na classificação, Portugal é 15.º e penúltimo, com duas vitórias, mais uma do que a China e tantas quantas tem a Austrália, que, no entanto, tem mais pontos (10 contra sete). Imediatamente acima na tabela está a Alemanha, com três vitórias.

A Austrália, que tal como Portugal, a Bulgária e o Canadá é uma seleção 'challenger', é o adversário direto dos lusos pela manutenção. Com efeito, apenas o pior deixa a Liga das Nações - ficam os outros três e entra uma outra seleção, vinda da Challenger Cup.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.