"Estivemos em contacto com elementos da Fórmula 1, bem como representantes da cidade de Montreal e governos locais e federais para analisarmos as diretrizes emitidas pelas autoridades de saúde pública. Devido à pandemia da covid-19, estamos a agir em conformidade com as recomendações dos especialistas", refere a organização em comunicado.

Esta é a nona prova do Mundial de Fórmula 1 a ser adiada ou cancelada devido ao novo coronavírus, pelo que a edição deste ano do Campeonato não começará antes de 28 de junho, data prevista para o GP de França, no circuito Paul-Ricard.

Recorde-se que o GP da Austrália, primeira ronda do calendário, foi cancelado no dia em que deveriam desenrolar-se os treinos livres. China, Bahrain, Vietname, Países Baixos, Espanha e Azerbaijão também adiaram as suas provas para datas posteriores, enquanto o Mónaco cancelou definitivamente o seu histórico Grande Prémio.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 75 mil. Dos casos de infeção, cerca de 290 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

AJO (AGYR) // AMG

Lusa/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.